English EN Portuguese PT Spanish ES

Uma jornada de

830km de Conexão e Aprendizagem

sobre conservação ambiental

28

cidades

24

portos

14

Unidades de
Conservação

04

represas

“Devemos construir represas de coragem para conter a correnteza do medo.”

Martin Luther King

Propósito

Um registro histórico das boas ações sobre Proteção Ambiental no segundo maior rio brasileiro o qual impacta a vida de mais de 60 milhões de brasileiros em torno da sua bacia hidrográfica, o Rio Paraná.

Previous
Next
travessia-do-bem-rio-parana-pessoas

Objetivos

1) Registrar em Fotos e Vídeos as boas ações de pessoas, comunidades e empresas que fazem a diferença na preservação ambiental da região.

2) Documentar a situação das Reservas e Unidades de Conservação ao longo do caminho.

3) Fazer uma contagem visual dos avistamentos da fauna ao longo do trajeto.

Nossos impactos

Ao longo da Jornada da Travessia não poderíamos deixar de lado a preocupação com os Impactos que uma expedição deste porte pode deixar no trajeto, e, claro, os desafios de todo o cenário que a pandemia trouxe a nossa aldeia global e à região.

Como iremos passar por mais de 260 ilhas, 24 cidades, 14 unidades de conservação e claro diversas comunidades que vivem ao longo do rio, não poderíamos de deixar passar essa oportunidade de realmente contribuir com atitudes que podem gerar bons efeitos no presente e quem sabe mudar o futuro de alguém por meio de novas possibilidades de CONEXÃO e APRENDIZAGEM.

Impacto social

Doação de Kit Solares para Comunidades Ribeirinhas
Em parceria com a ONG CONSCIÊNCIA LIMPA, uma organização não governamental que opera no mercado de Energia Renovável e mitigação às mudanças climáticas por meio de incentivos para desenvolver práticas eficientes para o uso de recursos naturais, a Equipe da Travessia do Bem estará doando Kit´s de Energia Solar, compostos por 04 placas solares, bateria, inversor e suporte com potencial de 1,2Kw para as Comunidades Ribeirinhas que vivem nos locais mais remotos e que possam conectar algum equipamento, máquina e até recarregar eletrônicos, como por exemplo, celulares.

A equipe da Consciência Limpa já desenvolveu projetos de impactos sociais na Etiópia, Zâmbia, Ruanda, Honduras, Brasil em parceria com entidades americanas e europeias.

Impacto ambiental

Coleta de Amostra da Água ao longo de 830km
Em parceria com a ONG RIO PARANÁ, uma organização social que tem como objetivos reverter, paralisar e atenuar a degradação de um dos ecossistemas mais devastados da América Latina: o Rio Paraná, seus afluentes, ilhas, várzeas e biomas do entorno, a Equipe da Travessia do Bem, estará coletando amostras das águas do Rio Paraná da Nascente até Foz do Iguaçu, ou seja, uma amostragem dos 830Km que serão analisadas em laboratórios de referência para detectar e medir a presença de Agrotóxicos, metais pesados, além da observação de bio-indicadores e micro-plástico nas águas do Rio Paraná.
Essa iniciativa pode ser um marco não apenas no desenvolvimento de políticas de preservação, como investigação da influência da água na Ictiofauna, flora e populações ribeirinhas de um dos rios mais importantes da América Latina.

A equipe da ONG Rio Paraná é formado por estudantes, aposentados, ribeirinhos, filhos de pescadores, biólogos, jornalistas, advogados, fotógrafos e ambientalistas.

Impacto econômico

A Travessia do Bem sabe o quanto cada trajeto é rico de histórias e cheio de oportunidades. Por isso, para percorrer os 830km do Rio Paraná nós fechamos uma parceria com a PANGEIA para multiplicar os resultados dessa jornada.

A PANGEIA é um ecossistema de negócios sustentáveis que cria e abraça iniciativas baseadas no desenvolvimento social, econômico e ambiental (ESG). Suas ações visam a engajar seres humanos e organizações para a construção de um futuro mais verde, mais integrado e mais justo. E para realizar esse propósito, a PANGEIA criou a Revolução ESG: uma plataforma de conscientização, engajamento e modelagem de negócios de impacto, amparada por especialistas como Conexsus, KPMG e Distrito.

A Travessia do Bem no Rio Paraná é muito mais do que uma aventura. É uma oportunidade única de captação de informações sobre produtores sustentáveis, de mapeamento de iniciativas regionais baseadas na economia circular e na identificação de alternativas para a geração de renda. E com a análise desses dados, por parte da PANGEIA, essa travessia será também um divisor de águas para a economia ao longo do Rio Paraná. A Travessia do Bem e a PANGEIA já estão juntas na construção do planeta que queremos.

A Equipe da PANGEIA é um ecossistema de negócios sustentáveis que cria e abraça iniciativas baseadas no desenvolvimento social, econômico e ambiental (ESG).

Projeto com neutralização de carbono

Atividades humanas como produtos, serviços, construções, eventos e até uma expedição de caiaque, como a TRAVESSIA DO BEM, emitem direta ou indiretamente, uma quantidade de gases de efeito estufa (GEE) que pode agravar o aquecimento global. O Programa Carbon Free foi desenvolvido pela Iniciativa Verde para que as emissões de gases de efeito estufa (GEE) decorrentes de qualquer atividade humana possam ser compensadas ou neutralizadas por meio de recomposição florestal. Essa neutralização é direcionada via recomposição de Mata Atlântica, com plantio de árvores nativas de um dos biomas mais ricos em biodiversidade do mundo gerando assim, a compensação ou a neutralização dos gases de efeito estufa (GEE).

O projeto da Travessia do Bem terá toda sua pegada de carbono neutralizada via a parceria com a Iniciativa Verde e seu Programa Carbon Free.

O que iremos fazer

Livro Fotográfico e Documentário registrando os desafios da expedição, além da preservação das unidades de conservação, a fauna avistada no trajeto e as histórias das pessoas que são inspiração para continuarmos em frente na Proteção Ambiental.

Distribuição do Material: Gratuita para Bibliotecas, Escolas e Entidades Ambientais.

  • Livro fotográfico | bilíngue português – inglês
  • Documentário
travessia-do-bem-rio-parana-peixes

Sobre o Rio Paraná

O Rio Paraná é segundo maior do Brasil, o segundo maior da América do Sul, e o oitavo do mundo. Perde apenas para o Rio Amazonas em extensão, e, ao longo do território brasileiro, seu trajeto passa por 28 cidades, 24 portos, 14 Unidades de Conservação, 04 usinas hidrelétricas. De acordo com o IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a região brasileira que compreende a Bacia do Paraná possui mais de 60 milhões de habitantes, tem mais de 2,5 milhões de quilômetros quadrados e abrange 10% do território brasileiro.
Ao longo do seu curso, no Brasil, existem mais de 200 ilhas fluviais com fauna e flora bem preservadas, boa parte no Parque Nacional de Ilha Grande e na APA do Rio Paraná.
Diversas espécies de peixes, anfíbios, insetos, pássaros, primatas e até grandes felinos, como a onça-parda e a onça-pintada, além de cervo-do-pantanal, jacaré-de-papo-amarelo, anta e tamanduá-bandeira habitam o rio e as matas ao redor.
A região se configura como um importante mosaico de Unidades de Conservação que abrange os estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Previous
Next

Dados da Travessia

  • Início da Jornada: Nascente do Rio Paraná – Encontro dos Rios Parnaíba e Rio Grande no Município de Aparecido do Taboado/MS
  • Final da Jornada: Usina Itaipu – Foz do Iguaçu
  • Data de Execução: 20 de setembro à 25 de outubro de 2021
  • Distância Total: 830Km
  • Dias de Pernoite: 24
  • Dias de Remada: 19
  • Camping Selvagem (Ilhas/Praias/Reservas Naturais): 12
  • Distâncias Médias de Remada: 44km (08 a 10 horas por dia)
  • Cidades/Localidades: 28
  • Portos Fluviais: 24
  • Parques e Reservas Naturais: 14
  • Represas/Usinas Hidrelétricas: 04
  • Total de Dias de Expedição: 30 dias
travessia-do-bem-rio-parana-caiaque-2

E por que de Caiaque?

Porque, por sua velocidade, podemos ver os detalhes e as sutilezas das mudanças, acompanhando de perto toda a vida que há ao entorno do rio, além de gerar conexão imediata com as pessoas que, como a gente, respeita e admira navegar por rios e mares.

Equipe expedição:

Função: filmagem e direção fotográfica da Expedição.

Formado pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro, é um dos diretores e apresentadores da premiada serie de TV “Não Conta Lá em Casa” e é co-criador de “Que Mundo é Esse“, série da Globo News que mergulha em algumas relevantes pautas do mundo moderno. Durante as manifestações no Brasil em 2013, realizou o curta “No Olho Do Furação”, visto por mais de 2 milhões de pessoas ganhando destaque na mídia nacional e internacional como The Washington Post, The Huffington Post, CNN, GloboNews, entre outros.

Com experiência filmando em mais de 50 países ao redor do mundo, Michel Coeli atualmente continua trabalhando em novas produções para a TV e cinema.

Função: responsável pelo apoio a produção audiovisual, fotografia e gestão de riscos da equipe.

Consultor ambiental, produtor audiovisual, fotógrafo amador, esportista amador e viajante nas horas vagas. Guia de Caiaque pela ACA (American Canoe Association), já realizou 3 expedições de caiaque, sendo 2 solo. Produziu videos para Discovery, NatGeo, UFC e NBC Sports e matérias publicadas para a Revista Extremos (www.extremos.com.br).

Função: responsável pelo bom estado físico e mental da equipe ao longo dos 30 dias de do projeto além de validar como está a saúde emocional das comunidades que a expedição passará.

Terapeuta Ocupacional com mais de 10 anos de experiência na reabilitação neurológica, física, mental, atuando principalmente com equipes multidisciplinares da área de saúde no atendimento de população de baixa renda com diversos cursos tais como; avaliação e Intervenção da Dor no Ombro na Hemiplegia do Adulto, Liberação Miofacial – Tronco e Membros Superiores, Biomecânica Aplicada a Reabilitação do Ombro, Detecção do Uso abusivo e dependência de substâncias Psicoativas, Parada Cardio Respiratória (PCR), Bandagem Terapêutica na Neuropediatria, entre outros. Atuará na equipe com sua experiência para manter a boa saúde física e mental, além é claro de verificar nas comunidades visitadas como está a qualidade emocional da população.

Função: responsável pela fotografia outdoor, logística e segurança da equipe.

Montanhista, Canoísta e fotógrafo esportivo, realizou coberturas de eventos esportivos outdoor desde travessias de montanhas e caiaque oceânico, escalada, competições como XTERRA e ULTRA TRAIL CHAPADA DIAMANTINA pela FOCO RADICAL, Expedições Outdoor pelo Deserto do Atacama e recentemente SURF pelo SURFMAPPERS.
Participou dos livros fotográficos ATACAMA – O DESERTO EM CARTAS E FOTOGRAFIAS e PATAGONIA – A SINFONIA DE DARWIN, de Isabel Leal Caruso.
Integrou a equipe do produtor de wildlife e cinegrafista Cristian Dimitrius em projetos para Globo (domingão aventura), NATGEO e BBC, entre outros, atuando principalmente no Pantanal e no Cerrado brasileiro.
Foi empreendedor no setor metalúrgico, cursou psicologia, administração e economia tendo se formado em História antes de fotografar profissionalmente.

Função: responsável pela coordenação do projeto, planejamento e navegação da equipe ao longo da travessia.

Especializado em Estratégias para tracionamento e aceleração de Startups, com formação em gestão estratégica escola de negócios da OPET, Digital Leadership MicroMasters pela Boston University e Gestão 4.0 – Mentoria e Imersão. Em 1997, lançou no mercado curitibano o livro “Guia do Ciclista – Trilhas e Ciclovias de Curitiba”. (154 pgs) – edição esgotada. Em 1999, Mapeamento e Levantamento de Rotas para Trilhas de Bike, Cavalgada e Caminhada para autarquia Ecoparaná com título “Campos Gerais – Caminhos da Aventura”. Em 2015 atravessou todo o Parque Indígena do Xingu de caiaque, remando mais de 420 km, para documentar o último ano do Rio Xingu antes do fechamento das comportas da Usina Belo Monte, lançando o livro de fotografia “Expedição Xingu: Um Rio, Um Povo, Uma Floresta” e o Documentário da Expedição. Traz em seu DNA, a motivação para desenvolver projetos inovadores que possam levar novas perspectivas e experiência sejam por meio da fotografia e filmagem de expedições ou da tecnologia por meio das startups.

Função: responsável pelo avistamento e registro de vida selvagem ao longo da travessia e como está a preservação ambiental ao longo do trajeto.

Apaixonado pela natureza e conservacionista, hoje sou Bacharel em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2014). Atuação principalmente nas áreas de Ictiologia e Herpetologia. Experiência em Zoologia, Ecologia, Educação Ambiental, Coleções Científicas, Trabalho Laboratorial e Consultoria Ambiental (Monitoramento, Levantamento e Resgate de Fauna). Trabalhos de campo realizados nas regiões da Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Zona Costeira e Marinha.

Produção

Nascido em 1975 em Curitiba, Nilo Biazzetto Neto iniciou sua trajetória na fotografia em 1994 durante a faculdade de publicidade e propaganda. Em 1998 fundou a Portfolio, hoje um importante espaço dedicado especialmente à fotografia, mas também à arte, cultura, música e gastronomia. Atuou por mais de 15 anos no mercado publicitário nas áreas de moda, arquitetura, retratos e gastronomia. Em 2009 inaugurou a Galeria Portfolio, onde desde então atua como diretor e curador e já realizou mais de 40 exposições com grandes nomes e novos talentos da fotografia brasileira. Teve trabalhos selecionados para prêmios nacionais e internacionais e já expôs em diversas mostras coletivas e individuais no Brasil, Europa e América do Sul. Em 2014 criou a Muro Galeria,, um espaço democrático de exposições ao ar livre, na esquina da Portfolio, em Curitiba. Em 2016 lançou seu primeiro livro chamado Primárias. Em 2017 fundou o Instituto Portfolio de Fotografia onde atualmente, atua diretamente com a fotografia e educação como ferramentas de transformação social. A Liberdade Fotográfica é a sua marca e a fotografia de rua a sua principal forma de expressão pessoal.

Graduado em Design pela Universidade Tuiuti do Paraná, trabalhou no Jornal de Londrina e no jornal Gazeta do Povo. Durante mais de um ano, ajudou a desenvolver o novo publisher do jornal com a equipe Eidos Media, da Itália. Soma mais de 15 anos de experiência no Grupo Paranaense de Comunicação. Responsável pela área de desenvolvimento e novos negócios no estúdio Thapcom.com desde 2017.

Produtor cultural e captador de recursos atuando desde 2013 quando iniciei as atividades para diversos projetos com foco no produto cultural livro para o seguimento de fotografia e arte. Entre os livros produzidos são; Imagens do Brasil – Paul Garfunkel, Olhares: Coletivo de Linguagens 2009 a 2012 – Galeria Portfolio, Rekòmanse – Brunno Covello, (in)Formando Novos Talentos – Mauricio Vieira, Muros Visuais – APAP, Augusto Weiss – Orlando Azevedo, Acervo Museu da Fotografia Cidade de Curitiba – Marcello Kawase e Reminiscências – Eleutherio Netto, além de projetos de viabilidade para Seminário Mulher na Fotografia – Vanessa Múrio, Mar de Nuvens – Lucas Pontes e Roda de Fotógrafos – Daniel Caron.

Caio Renan é produtor executivo, roteirista e produtor. Foi produtor, apresentador e roteirista do Projeto Meme (2018), do Canal Futura, produziu o documentário “Fake News – Made in Brasil”, as séries “Que Mundo é Esse?”, da Globonews, e a finalista do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro e medalhista de Bronze no New York Festivals “O Futuro é Feminino”, veiculada no GNT, além de várias experiência em diversos vídeos de campanhas informativas e publicitárias. Como produtor executivo, esteve no documentário especial “Mulheres vs Covid” e no documentário “O Tempo que nos Resta”.

Apaixonada pela vida, pela natureza, pelas coisas simples. Amo o ser humano em essência, os animais, abomino o egoísmo, meu espírito é aventureiro e luto por um mundo mais justo. Sou formada em Engenharia Ambiental, com ênfase em Gestão Ambiental, especialista em auditorias de certificação ISO, gerenciamento de resíduos sólidos, créditos de carbono e redução da emissão de gases de efeito estufa, controle ambiental nas organizações e espeleologia. Atualmente me dedico ao marketing e às mídias sociais Instagram e Facebook, com especialidade em diversos segmentos.

Expedições realizadas

Já partimos em outros registros e aventuras

Expedição Xingu: Um Rio, Um Povo, Uma Floresta

Em 2015, fomos a 1º Equipe a atravessar o Parque Indígena do Xingu para documentar o último ano do Rio Xingu antes da Usina Belo Monte fechar as comportas. Foram mais de 420km de remada em 25 dias de expedição.

Expedição Iguape

Travessia entre Iguape/SP até Morretes/PR de caiaque oceânico, com 200 km de distância e 07 dias de duração para mapear rota para Expedição de Caiaque.

Expedição Opará

Remada de 508km, em 16 dias, pelo Rio São Francisco, incluindo a travessia do lago artificial de sobradinho, um dos maiores do mundo.

Expedição Extremo 33

Remada solo entre o Rio Grande do Sul (Viamão) e Chuy, no Uruguai. Foram percorridos ~700km em 13 dias, passando pela maior laguna da América do Sul (Laguna dos Patos) e pela maior lagoa do Brasil (Lagoa Mirim).

Patrocinadores oficiais

Apoiadores do projeto

Entidades Ambientais:

GEBIO – Grupo de Estudos em Proteção a Biodiversidade

Rota dos Pioneiros

Zenith: Consultoria Ambiental

Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura – Universidade Estadual de Maringá

Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais – Universidade Estadual de Maringá

ONG Consciência Limpa

ONG Rio Paraná

Equipamentos:

Curtlo

Mormaii

Eclipse Caiaques

Sea to Summit

Parcerias de Impactos

Pangeia.eco

Iniciativa Verde

CORIPA

Embrapii + Senai

Durante a Expedição

Piratas da Ilha
Pier da Marina – Três Lagoas

Comunicação e Divulgação

Thapcom Design + Ideias

Carratu Digital

Sarah Rezende Oliveira

Escola Portfólio

Preparação

Carpe Die Academia